• Júlia Lorenzon

Alimentação nas férias/viagens

Atualizado: 6 de fev.




Descansos são necessários. Viagens são uma oportunidade de deixar a realidade - um pouco - de lado para apreciar aquilo que a rotina muitas vezes nos impede de enxergar. Que coisa boa! :)


A comida participa destes dias! Das descobertas, da preguiça, do "bate perna"... Por mais que façamos escolhas conscientes, saímos da rotina. Alguns mais do que outros. E isso é normal e até bem-vindo! Exceto se forem muitos dias (mais do que uma semana, por exemplo), permitir-se acordar mais tarde, juntar café da manhã com almoço, jantar tarde da noite etc. faz a exceção justificar a regra.


São poucos dias. Se você tem uma rotina saudável fora das férias/viagem, possivelmente terá poucos prejuízos. Talvez um pouco de retenção de líquidos, talvez uma diminuição da massa muscular. Nada que não possa ser recuperado com o retorno à rotina.


Aqui vou dar algumas dicas que podem ajudar você a reduzir o impacto negativo de dias fora da alimentação habitual (leia-se saudável):


  • Descanse! Durma bem e mais horas que o habitual (para o segundo, se você não consegue dormir em torno de 8h no dia a dia);

  • Relaxe! Aproveite para, em alguns momentos, não fazer nada que exija esforço físico e mental (ver séries "bobinhas", ouvir podcasts com uma "pegada"de escapismo, investir em uma massagem relaxante...);

Dica de podcast nesse estilo aqui: Um Milkshake chamado Wanda

  • Hidrate-se! Essa orientação é fácil de colocar em prática. Acorde e tome um copo grande de água e ande sempre com uma garrafinha dela consigo;

  • Exercite-se! Pode ser caminhar, correr, pedalar, fazer treino online, dançar... não importa a modalidade. Qualquer movimento é melhor que o sedentarismo e, se for viável e desejado, siga sua rotina de exercícios mesmo nessa situação;

Dica de treino online aqui: Gabriela Bahia no YouTube

  • Cozinhe! Se você puder (tiver estrutura), aproveite para cozinhar algumas refeições e teste novas receitas;

Dica de sites para buscar receitas: Panelinha e Presunto Vegetariano

  • Coma com tranquilidade! Olhe para comida, sinta seu aroma, mastigue devagar. Aproveite cada refeição;

  • Coma frutas, verduras e legumes! Tenha frutas no café da manhã e/ou lanche e/ou como sobremesa. Explore as verduras e legumes. Prove pratos a base de vegetais (saladas bem completas, vegetais com grelhado...), eles podem surpreender;

  • Monte kits com oleaginosas (castanhas e nozes) in natura em frutas secas. Eles podem ajudar bastante quando uma refeição principal ficar muito distante da outra, favorecendo o controle do apetite;

  • Seja seletivo! A oferta muitas vezes é grande; se dissermos 'sim' para todas as comidas oferecidas e todas as opções atraentes nos cardápios, o resultado final pode ser desagradável. Questione-se: "Eu realmente quero comer isso?" e se sim, "Quanto vou comer?". Existem porções menores, as vezes. Existe a possibilidade de dividir a porção. Use o autoconhecimento para ceder ao que você realmente adora e deseja no momento e a liberdade para escolhas mais condizentes com seus objetivos;

Sugiro que você assista o meu destaque no IG sobre Fome e vontade aqui

  • Evite o consumo de açúcar, especialmente em alimentos que não são tão saborosos (exemplo: iogurte líquido sabor morango, biscoitos no café da manhã, barra de cereal comum...). Deixe seu consumo para sua sobremesa predileta ou aquela que você ouviu falar que é deliciosa e sabe que vai provar;

  • Evite frituras! Além do valor calórico ser extremamente alto (tudo que é frito em imersão tem 3x mais calorias), pode gerar desconforto e má digestão. Outros alimentos ricos em gordura, como folhados, massa podre, carnes gordurosas e molhos pesados também merecem atenção;

  • Caso deseje consumir bebida alcoólica, preocupe-se em intercalar seu consumo com água e considere a moderação. Assim como para a comida, a porção (quantidade) consumida importa muito.


No retorno, apenas retome sua rotina. Com boa hidratação, alimentação saudável e exercícios físicos, o corpo dá conta de eliminar líquidos (via urina, fezes e suor) e de recuperar a massa muscular que, por vezes, pode ter diminuído.


Com carinho,


Nutri Júlia

25 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo