top of page

Como consumir doces e ter uma dieta saudável?



Comendo-os pouco. É, não tem dica mágica por aqui.

Doces contêm açúcar e açúcar é hiperpalatável, isto é, possui um "super sabor". Doces bons - como brigadeiro, brownie, cheesecake e etc. - além de açucarados são gordurosos, o que aumenta ainda mais a hiperpalatatividade.



Açúcar&gordura não é uma "combinação de deus" (rs!). Na natureza, não encontramos alimentos doces e gordurosos. Pense na banana: ela é doce e muito pobre em gorduras. Pense em uma picanha assada: ela é gordurosa e zero açúcar. Essa combinação (açúcar&gordura) é uma invenção humana moderninha que faz nosso cerébro ativar sistemas de prazer e recompensa e isto, em partes, explica o por que de muitas pessoas terem dificuldade de comer pequenas porções deste tipo de alimento; o famoso "é impossível comer um só!".

Dietas com grandes quantidades de doces contribuem para o aumento de peso corporal na forma de gordura, indisposição, desenvolvimento de cáries, alterações na microbiota intestinal, desenvolvimento de diabetes e outras complicações.

É consenso: devemos buscar ter uma alimentação com alta qualidade nutricional, onde doces tem um espaço pequenininho. Para saber como lidar melhor com estes alimentos, confira as dicas abaixo:

  • Evite ter doces em casa ou no seu ambiente de trabalho:

Se você deseja ter uma alimentação saudável, precisa ter a casa abastecida destes alimentos e não de guloseimas. O ambiente interfere nas nossas escolhas. Crie o melhor ambiente para você!


  • Ao comprar algum doce, opte por aqueles de porção pequena:

Se a vontade for de bombom, compre um bombom e não uma caixa. Se a vontade for de sorvete, vá à sorveteria e peça uma bola e não compre um pote de 2l no supermercado. Isole seus momentos de consumo de doces.


  • Evite consumir doces ao estar com fome:

Doces são "pequenos luxos"e não comida necessária para abastecer nosso corpo com nutrientes. Coloque os doces nos seus devidos lugares.


  • Prefira consumir o doce como sobremesa ou pós-treino:

Estes momentos são estratégicos, pois após o almoço estamos alimentados e menos propensos aos exageros e tendemos a ter um melhor controle do açúcar no sangue - em relação ao consumo de doces de forma isolada - pela presença de fibras e proteínas da refeição principal. Após a prática de exercícios, estamos com os estoques de energia depletados e com uma melhor sensibilidade à insulina, o que também contribui para o melhor controle glicêmico.


  • Seja seletivo com o doce escolhido:

Comemos doce por prazer, para alegrar a alma (e não por nutrição). Sabendo disto, escolha um doce que valha a pena! Não gaste cartucho a toa.


  • Coma doces com calma:

Por último, ao comer, coma com calma, mastigando bem e com moderação. Aprecie sua escolha. Faça jus!


>>> Para ter uma orientação sobre consumo de doces que considere seu estado de saúde, sua rotina e suas preferências, consulte uma nutricionista.



Espero ter ajudado.


Com carinho,


Nutricionista Júlia Lorenzon

61 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page